Educação Ambiental na Amazônia brasileira: participação e reclamos sociais em tempos pós-hegemônicos

#educação_ambiental_amazônia
Autores:
Francisca Marli Rodrigues de Andrade *  y  José Antonio Caride Gómez **

 

 

Resumo:

A Amazônia brasileira, secularmente, é vítima de um modelo político, econômico e educativo que tem, estrategicamente, atuado para ocultar a apropriação descontrolada de suas riquezas naturais. Em tais estratégias persistem a invisibilização da população local, a desvalorização da sua cultura e a desqualificação dos seus saberes. Circunstâncias que, no seu conjunto, têm provocado e acentuado a exclusão dos seus atores sociais, como um reflexo a mais da problemática socioambiental.
Neste contexto surge o nosso interesse por adentrarmos na realidade cotidiana amazônica para desvelarmos as práticas em Educação Ambiental, os posicionamentos e atuações comunitárias de docentes que, com formação em Pedagogia, atuam nos anos iniciais do ensino fundamental, nas escolas da rede pública municipal de Castanhal-Pará, Brasil. Para tanto, artimos de um aporte metodológico orientado por contribuições da pesquisa qualitativa, mais precisamente da Teoria das Representações Sociais na sua abordagem etnográfica. Recorremos ao questionário, complementado pelos grupos de discussão e pela observação para coletar as informações da investigação, na qual participaram 121 docentes. Os resultados mais significativos da pesquisa indicam que a resistência é forjada a partir do engajamento comunitário que ganha acepção a partir das lutas sociais e da resistência política.

Palavras-chave: educação ambiental, amazônia, representações sociais, docentes, engajamento comunitário

Abstract:

Brazilian Amazon, for centuries, has been victim of a political, economical and educational standard which has strategically worked to hide the uncontrolled ownership of its natural resources. In such strategies have held the local population invisibility, devaluation of their culture and, mostly, their knowledge disqualification. All these issues have increased a social network of exclusion as a further result of environmental issue. In this sense, it raises our interest in getting into Amazon’s common reality to unveil practices in Environmental Education, beliefs and community practices of teachers with training in Pedagogy, that play in initial grades of Elementary School in public schools of Castanhal-Pará-Brazil. To do so, it was used the product-oriented research as theoretical framework, more accurately the Theory of Social Representations in its ethnographic approach. It was used a questionnaire, supplemented by discussion groups and observation in order to collect data for this study, in which participated 121 teachers. The most significant results have demonstrated that claims come from community engagement which gets value from the social struggles and political resistance.

Keywords: environmental education, amazon, social representations, teachers, community engagement

 
 

* Doutora em Educação, cultura da sustentabilidade e desenvolvimento pela Universidade de Santiago de Compostela – Espanha (USC). Professora Adjunta do quadro permanente da Universidade Federal Fluminense (UFF). E-mail: marli.rodrigues.andrade@gmail.com

** Doutor em Ciências da Educação. Catedrático de Pedagogia Social no Departamento de Pedagogia e Didática na Faculdade de Ciencias da Educação da Universidade de Santiago de Compostela. E-mail: joseantonio.caride@usc.es

Añadir a favoritos el permalink.

Comentarios cerrados