As mediações que estruturam as práticas sociais dos assistentes sociais

#comunidad
Autora: Maria José Lemos*

 

Resumo:asmediaciones

RELETRAN é um espaço social entre as universidades e as organizações sociais civis, com suas práticas sociais reflexionadas sob um denominador comum: a comunidade com suas diversidades econômicas, culturais, sociais e políticas. A concepção Ontológica do Ser Social se assenta na determinação da relação do homem-natureza – para arrancar as potencialidades naturais a seu serviço para conduzir o autodesenvolvimento da espécie.  A angústia de não construir-se como um sujeito social provoca um sentimento de estar perdido e dificulta uma construção coletiva pela qual se dá a dinâmica societária e as transformações sociais.   As relações tornaram-se inseparáveis ​​do valor, as implicações são silenciadas, por vias de forma não prevista,  onde os atributos de algo material são privilegiados, em detrimento das relações sociais.  A base para  sustentação, nesta perspectiva,  é a arte pelo poder de cativar e pela possibilidade de formar opinião, de acordo com o objetivo para o qual é direcionada:  superação da ordem e das relações de exploração vigentes, voltada para a emancipação dos sujeitos para a construção de uma hegemonia e para a formação de indivíduos mais críticos e conscientes.

Palabras Clave: Trabalho social, Estado do capital, prácticas sociais transnacional.

Abstract:

RELETRAN is a social space among universities and social organizations, whose approach to social practice recognizes one common denominator: community and its economic, cultural, social and political diversities. The ontological conception of social being is supported by determination of the human-nature relationship, so it can take advantage of natural potentialities and lead the self-development of the specie. The anguish over the impossibility to construct one self as a social subject provokes a feeling of being lost and turns difficult a collective construction of social dinamics and transformation. Today, as social relationships have been overthrown by the primacy of materialistic value, our concern is to support the communitarian approach on its power to form opinion according to its goal: overcome existing exploitation order and aim to subjects emancipation. 

Keywords: Social work, capital state, transnational social practice.

 

*Assistente Social, Mestre em Administração em Saúde Pública, pelo Instituto Superior  de Ciências Médicas de Havana (CUBA) titulo revalidado pelo Instituto de Saúde Coletiva da UFB e representante da FUNEDI no projeto RELETRAN.
E-mail: lemoszeze@bol.com.br
Añadir a favoritos el permalink.

Comentarios cerrados