A mulher, o belo e o sublime: estudo da representação da figura feminina no cinema de Andrei Tarkovsky

#Andrei_Tarkovsky
Autora:
Camila Fontenele de Miranda *

 

 

Resumo:

Este estudo trata da representação do feminino no cinema de Andrei Tarkovsky. Interpretamos, aqui, que a figura feminina tem uma forte relação com a natureza. Elementos tais como campo aberto, chuva, sons naturalistas e casas traduzem a imagem da “mulher-maternal”, carregada de espiritualismo e sempre à espera de alguém ou de alguma coisa. Sendo assim, elaboramos uma análise da representação da mulher, a partir dos estudos de “O belo e o sublime” de Immanuel Kant como forma de aprofundar conceitos para a elaboração do projeto fotográfico “Do Avesso” em que a mulher é uma figura etérea, distante e insuperável no seu ato de espera, esteticamente consolidada através das cores azul e vermelho.

Palavras-chave: feminino, Andrei Tarkovsky, Immanuel Kant, fotografia, cores

Abstract:

This study is about the female representation on Andrei Tarkovsky’s movies. Here the woman is shown in a powerful relation with nature. Elements such as fields, rain, natural sounds and houses express the image of a “motherly woman”, who carries spirituality and is Always expecting for something or someone. So, we did an analysis of women’s representation, using the studies of Immanuel Kant’s “Observations on the Feeling of the Beautiful and Sublime” as a way to deepen this concept for the development of the photographic Project “Do Avesso”(“Inside Out”), which shows the woman as an ethereal character, distant and insurmountable on her waiting, esthetically consolidated by the colors blue and red.

Keywords: female, Andrei Tarkovsky, Immanuel Kant, photography, colors

 
 

* Sou natural de São Paulo e atualmente resido no interior do estado, na cidade de Sorocaba. Me formei em Comunicação Social: publicidade e propaganda na Uniso e fiz pós-graduação em Cinema, TV e Vídeo, no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. A fotografia surgiu em minha vida por meados de 2007, durante um workshop na Oficina Cultural Grande Otelo. Porém, eu só consegui realmente me dedicar a carreira de fotógrafa em 2012. E-mail:contato@camilafontenele.com

Añadir a favoritos el permalink.

Comentarios cerrados